Engajamento social das marcas do setor de beleza tem impacto na decisão de compra

Engajamento social das marcas do setor de beleza tem impacto na decisão de compra

Oferecer soluções que apresentam diversos benefícios já não basta para convencer o consumidor quando o assunto é beleza ou cuidados pessoais. Em tempos onde a atenção não está só no produto, mas em todo o processo, o in-cosmetics Connect foi buscar com a Mintel, referência global em estudos de mercado, informações sobre como engajamento social hoje pesa muito na decisão de compra. A agência divulgou dados em ação inédita no canal @incoslatam do Instagram, incluindo números de uma pesquisa que saiu em fevereiro, mas estavam restritos aos clientes da empresa até o momento.

A agência revelou que 40% dos 1.500 brasileiros entrevistados preferem comprar de marcas alinhadas com seus valores. Ao serem questionados sobre quais posicionamentos relacionados com sustentabilidade e ética eram mais importantes na hora da compra, 41% das pessoas disseram que produtos totalmente naturais e orgânicos eram os principais atributos. Na sequência, os livres de produtos tóxicos (35%), embalagem reciclável (32%), exposição de informações suportadas por algum especialista confiável (27%), apresentação de refil (26%), certificados (21%), práticas éticas (19%), e ingredientes sintéticos sustentáveis (13%).

De acordo com a Country Manager da Mintel no Brasil, Juliana Velozo, os dados contribuem para que  as marcas olhem para o presente e para o futuro, tomando atitudes esperadas pelos consumidores e usando o marketing de conteúdo para informar. “Uma empresa precisa educar os consumidores sobre aquilo que entrega, deixando claro porque é clean beauty. Também é necessário colocar as pessoas como parte do processo, fazendo com que se envolvam no desenvolvimento dos produtos. Cada vez mais o consumidor vai querer se sentir representado”, diz.

O universo on-line está crescendo, o que tem intensificado o consumo de informações pelas redes digitais e, dessa forma, as marcas precisam manter um diálogo com os consumidores apresentando conteúdo confiável. Como exemplo, a in-cosmetics Latin America, principal evento de matérias-primas para produtos de beleza e cuidados pessoais da região, criou a plataforma in-cosmetics Connect, um hub de conteúdo qualificado e que oferece orientações e informações sobre tendências, novidades, entre outros assuntos que aproximam os profissionais do setor com a proposta da feira de forma constante.

Ainda de acordo com a pesquisa da Mintel, 49% dos brasileiros seguiram um perfil de produto / marca de beleza e cuidados pessoais nas redes sociais, e esse número aumenta para 53% entre as mulheres. Além disso, 19% dos entrevistados se mostraram interessados por realizar consultas virtuais com assistentes de beleza para recomendações. “As redes sociais podem impactar de forma negativa ou positiva uma marca e, por isso, é preciso trazer conteúdo de qualidade. Hoje estão surgindo influencers com apelos mais técnicos e a Mintel entende que a busca por fontes confiáveis é uma tendência”, conclui a Executiva.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.