Logística de suprimentos ganha destaque estratégico na cadeia de cosméticos

Logística de suprimentos ganha destaque estratégico na cadeia de cosméticos

Os últimos meses foram marcados por picos de consumo em alguns segmentos e baixa de vendas em outros, reforçando como o fluxo de fornecimento de matérias-primas e o controle de estoque são importantes para manter o equilíbrio de mercado.

Esse cenário ficou ainda mais evidente com uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada em 2020 envolvendo mais de 1.800 empresas de 27 setores, onde 68%  das entrevistadas declararam que estavam com dificuldades para comprar insumos nacionais e 44% estavam com problemas para atendimento dos clientes.

alcool em gel

Na área de beleza e cuidados pessoais, talvez o exemplo mais emblemático seja o álcool em gel. Apontado como um dos principais itens no combate à pandemia,  as vendas registraram crescimento de 1076,4% entre janeiro e outubro de 2020, de acordo com a ABIHPEC. Como o disparo na procura foi repentino, começou a faltar o ingrediente espessante usado na formulação, o que, consequentemente, levou à escassez do produto no ano passado.

Por outro lado, empresas do setor se mobilizaram para incluir o álcool em gel em suas linhas de produção e houve uma corrida para normalizar o fornecimento. Acontece que o mercado não só se adaptou, como as quantidades disponibilizadas hoje são consideradas maiores do que o necessário. Ou seja, novamente um descompasso da balança.

O in-cosmetics Connect separou 3 pontos de atenção em logística de suprimentos que atendem os fornecedores de matérias-primas para produtos de beleza e cuidados pessoais em duas pontas. Tanto sobre o controle da própria produção quanto o atendimento integral e adequado aos clientes.

Minimizar riscos de interrupção

A cadeia de produção da matéria-prima até o seu formato de uso pode envolver diversas etapas. É importante mapear toda a operação, incluindo a capacidade de entrega dos fornecedores em períodos específicos. Outra questão a ser considerada é a descentralização, escalando opções para o caso de interrupções. É recomendável que uma empresa que trabalhe com ativos à base de produtos naturais, por exemplo, recorra à produtores de plantas, frutas e grãos de diferentes regiões, protegendo a manutenção das atividades.

controle de suprimentos

Dados centralizados

Na era da informação, o controle do que entra, sai, sobra ou falta precisa ser em tempo real, unificado e com processos padronizados, integrando todas os profissionais, equipes e áreas que fazem parte de um mesmo projeto. A tecnologia é o principal recurso para fazer com que essas informações valiosas para o fluxo de produção sejam registradas e estejam disponíveis de forma ágil e com maior exatidão, reduzindo erro nas decisões de compra e reposição.

Investimento em tecnologia

Os recursos humanos são essenciais na esteira de desenvolvimento e produção de matérias-primas, mas em cenários como o atual, onde um agente biológico levou à necessidade de distanciamento das pessoas, fica mais claro como as soluções tecnológicas, incluindo a Inteligência artificial, podem ser grandes aliadas para a manutenção de etapas do trabalho, principalmente às relacionadas ao planejamento, controle e entrega.

Entre os benefícios da logística de suprimentos, é possível citar, ainda, a redução de custos com a minimização de falhas e prejuízos; e maior produtividade e eficiência dos setores devido a uma colaboração mais dinâmica e alinhada.

 

FONTES

Confederação Nacional das Indústrias (CNI): 68% das indústrias estão com dificuldades para obter insumos no Brasil

Consumidor Moderno: Como remapear as cadeias de suprimentos no pós-pandemia

ABIHPEC: https://abihpec.org.br/venda-de-alcool-em-gel-cresceu-1-0764-de-janeiro-a-outubro-de-2020/

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.