A ascensão e as diferenças do setor de HPPC na américa latina

O consumo de HPPC (Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos) na América Latina tem se mostrado fértil. Na última década, a região mostrou crescimento de 324% no setor de cosméticos, uma taxa que perde apenas para a Europa Oriental, segundo informações do CASIC (Consejo de Asociaciones de la Industria de Cosméticos Latinoamericana).

Outra indicação de crescimento é a participação dos países dessa região nas exportações do mercado brasileiro. As 10 nações que mais recebem produtos desse setor com origem brasileira são latino-americanos.

Apesar de possuírem históricos, características climáticas e econômicas semelhantes, os países latino-americanos estão inserido em contextos sociais diferentes, o que influencia o respectivo padrão de consumo.

No Peru, os produtos com múltiplos benefícios apresentam alta demanda.

Segundo dados da Euromonitor, o Peru é um dos grandes consumidores de itens de HPPC. O aumento de índices de compras nessa área é resultado do bom desempenho econômico do país e a tendência da população a se cuidar mais.

Os produtos que ganham preferência peruana são os que oferecem múltiplos benefícios, funções hidratantes com ingredientes clareadores, as maquiagens, máscaras fortalecedoras de cílios, cremes antiaging com proteção solar, protetores solares, shampoos para problemas específicos nos cabelos, com destaque para os específicos de combate à caspa.

No Chile, o destaque fica por conta dos produtos premium

Já no Chile, os produtos que oferecem maior valor agregado aos consumidores (premium) ganham destaque. Outro diferencial do país é o interesse do público masculino em eliminar o brilho da pele. Nesse setor, também merecem destaque os artigos para banho, maquiagens, fragrâncias, protetores solares e itens masculinos para a pele no geral.

A participação feminina na renda familiar, o aumento das vendas eletrônicas e o desejo da obtenção de qualidade no consumo, são algum dos fatores que explicam a ascensão do mercado de HPPC em território chileno.

Produtos para higiene bucal estão em alta na Colômbia

Na Colômbia, a maquiagem, produtos para pele e protetores solares possuem a preferência da população. A compra de escovas dentais tem sido incentivada por um forte trabalho de educação através da mídia e o público masculino também está cada vez mais presente nessa área.

Os solteiros são os que mais cuidam da aparência ao usarem artigos especializados para irritação da pele no pós-barba, além do protetor solar. Surpreendentemente, os homens com idade superior a 45 anos não possuem medo de censura por parte dos amigos e são grandes consumidores das opções antiaging.

México valoriza produtos infantis com maior valor agregado

Já no México, o segmento ganha força com itens que oferecem função multifuncional, infantis com maior valor agregado, depilatórios, produtos segmentados para os cabelos, protetores solares, higiene bucal e mercado masculino.

Assim como nos outros países, também no México ocorreu a expansão da classe média. Simultaneamente, as mulheres estão cada vez mais propensas a se dedicarem apenas à carreira, o que resultou em uma taxa de fertilidade menor. Esses fatores impulsionaram os gastos das famílias com uma única criança, o que resultou no crescimento do consumo de produtos infantis com maior qualidade.

A carreira também incentiva as mulheres a buscarem opções de fácil e rápido uso. As marcas mais populares de depilatórios responderam a esta necessidade com a introdução de novos produtos depilatórios. Alguns podem ser aplicados durante o banho de manhã ou removem os pelos em menos tempo. Um exemplo são aqueles com a proposta de realizarem a depilação em apenas três minutos.

No México, os homens também estão cada vez mais preocupados com a aparência, em todas as faixas etárias. Os seus interesses envolvem especialmente itens relacionados à queda de cabelo, caspa, clareamento de dentes e cuidados com a pele.

A ascensão do setor de HPPC em países latino-americanos está vinculada a diversos fatores, como a expansão das classes médias, a autonomia crescente da mulher, o aumento dos canais de varejo, o aperfeiçoamento da qualidade e design dos produtos, o investimento em tecnologias avançadas e a divulgação por parte dos governos a respeito da necessidade dos cuidados com a higiene e saúde.

Na América Latina, homens e adolescentes buscam mais por itens de HPPC

Além do público feminino, os homens se estabelecem como consumidores ativos nesse mercado e essa fatia crescente deve ser estimulada a utilizar os itens com maior frequência. Os adolescentes também não podem ser esquecidos, pois estão cada vez mais preocupados com a aparência e podem ampliar o consumo de produtos em HPPC durante a fase adulta quando tiverem acesso à renda. O caminho para a conquista de todos os públicos com potencial para esse setor é o desenvolvimento de possibilidades inovadoras que atendam as suas reais necessidades e ofereçam qualidade.

Para mais informações de imprensa, contacte:
Grupo Image
Tel: +55 (11) 3392-3025
Patrícia Macedo or Aline Prado

Leia mais matérias sobre cosméticos e produtos de cuidado pessoal

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.