País em Foco: Brasil. Parte 1: O Mercado de Produtos para o cabelo

A in-cosmetics Brasil teve acesso a uma pesquisa completa realizada pela Mintel (empresa líder mundial em pesquisas) sobre o mercado de cosméticos em diversos países da América Latina. O estudo mapeia cada setor da indústria e nos dá acesso aos números de crescimento dos últimos anos, além de projeções e  perspectivas para o futuro. Desmembramos a pesquisa e ao longo das próximas semanas disponibilizaremos essas informações, divididas em diversos artigos jornalísticos, no nosso site.

Brasil- O Mercado de Shampoos e Condicionadores

BRASIL: O MERCADO DE SHAMPOOS E CONDICIONADORES Nos últimos 15 anos o Setor de HPPC (Higiene Pessoal Perfumaria e Cosméticos) no Brasil apresentou crescimento constante e chegou em 2012 a um faturamento de 41,7 bilhões de dólares, conforme dados do Euromonitor Internacional. Mundialmente o Brasil está atrás apenas dos EUA e Japão, ocupando o terceiro lugar nessa área.

O segmento de shampoos e condicionadores brasileiro ocupa o segundo lugar no mercado mundial, perdendo apenas para os EUA. O Brasil aponta para a liderança na categoria de “Produtos para Cabelos” já sendo referência internacional em tratamentos capilares, em especial para o Oriente.

No Brasil homens e mulheres investem tempo e dinheiro em seus cuidados pessoais. Devido ao clima quente e úmido, muitos brasileiros tomam banho duas a três vezes por dia, e lavam seus cabelos diariamente usando produtos de “styling” desenvolvidos especificamente para este mercado.

O segmento de shampoos e condicionadores no Brasil faturou em 2006 o equivalente a 3.0902 bilhões de reais, divididos em 1.6530 bilhões em condicionadores e 1.4372 bilhões em shampoos. Em 2012 o faturamento cresceu para 5.5019 bilhões de reais divididos em 3.1859 bilhões em condicionadores e 2.3160 bilhões em shampoos. A expectativa para 2017 é que aumente para 9.5940 bilhões de reais em vendas.

Nos últimos anos o país tem alcançado ótimos resultados no setor, o crescimento do valor de mercado de varejo em moeda local em 2007 foi de 14.7%, em 2012 foi de 19.3% e as projeções apontam para contínuo crescimento nos próximos anos com uma perspectiva de taxa de 11.5% em 2015 por exemplo, e 9.2% em 2017.

Em euros o valor de mercado de varejo no Brasil foi de 1,134.0 milhões em 2006, aumentou para 2,200.8 milhões de euros em 2012 e a perspectiva para 2017 é alcançar 2,903.9 milhões. Ainda em euros o crescimento do valor de mercado de varejo nesse segmento no Brasil foi de 17.0% em 2007, 27.2% em 2010, e 10.6% em 2012. A perspectiva é que em 2017 o setor de shampoos e condicionadores cresça no país 7.1%.

O gasto per capita da população brasileira no mercado de shampoos e condicionadores foi de 6.0532 euros em 2006, passou para 11.046 em 2012, e a previsão para 2017 é que seja de 13.981 euros.

O mercado de varejo de shampoos e condicionadores em proporção ao PIB (Produto Interno Bruto) no Brasil foi da ordem de 0.13018% em 2006, passou para 0.12556% em 2012 e a previsão é que deve girar em torno de 0.14663 em 2017.

FATURAMENTO POR SETOR

Condicionadores
Em 2006 o Brasil faturou 1,653.0 bilhões de reais em vendas de condicionadores sendo 837.9 milhões em condicionadores de enxágue, 591.1 milhões em leave-in e 224.0 milhões de reais em máscaras. Em 2012 o país faturou 3,185.9 bilhões de reais em condicionadores sendo 1,499.5 bilhões em condicionadores de enxágue, 1,213.8 bilhões em leave-in e 472.6 milhões de reais em máscaras.

Shampoos
Em 2006 o Brasil faturou 1,437.2 bilhões de reais em vendas de shampoos, sendo 1,293.5 bilhões em diversos tipos de shampoos, 121.0 milhões de reais em medicamentos, produtos anti-queda e outros problemas,e 22.7 milhões em shampoos 2em1 e 3em1. Em 2012 o país faturou 2,316.0 bilhões de reais em vendas de shampoos, sendo 1,704.0 bilhões em diversos tipos de shampoos, 512.5 milhões de reais em medicamentos, produtos anti-queda e outros problemas e 99.5 milhões em shampoos 2em1 e 3em1.

Participação de mercado das Companhias no setor de SHAMPOOS E CONDICIONADORES no Brasil:

Unilever PLC
Em 2011 obteve 30.3% do mercado, em 2012 cresceu para 35.4%

The L’Oréal Group
Em 2011 obteve 13.1% do mercado, em 2012 passou para 13.0%

The Procter & Gamble Company
Em 2011 obteve 13.1% do mercado, em 2012 passou para 11.0%

Colgate-Palmolive Company
Em 2011 obteve 5.2% do mercado, em 2012 passou para 5.1%

Johnson & Johnson Services, Inc.
Em 2011 obteve 3.5% do mercado, em 2012 cresceu para 3.8%

Niely Cosméticos Ltda
Em 2011 obteve 2.9% do mercado, em 2012 passou para 2.4%

Vargas Marcas E Participacões Ltda (Embelleze)
Em 2011 obteve 2.0% do mercado, em 2012 passou para 1.9%

Hypermarcas S/A
Em 2011 obteve 0.8% do mercado, em 2012 passou para 0.8%

Grupo Bertin S.A.
Em 2011 obteve 0.6% do mercado, em 2012 cresceu para 0.7%

Aroma do Campo Ltda
Em 2011 obteve 0.3% do mercado, em 2012 manteve em 0.3%

Outros
Em 2011 obtiveram 28.1% do mercado, em 2012 passaram para 25.6%

Participação de mercado das Companhias no setor de CONDICIONADORES no BRASIL:

Unilever PLC
Em 2011 obteve 30.7% do mercado, em 2012 cresceu para 35.4%

The L’Oréal Group
Em 2011 obteve 12.2% do mercado, em 2012 cresceu para 13.0%

The Procter & Gamble Company
Em 2011 obteve 13.4% do mercado, em 2012 passou para 11.0%

Colgate- Palmolive Company
Em 2011 obteve 5.2% do mercado, em 2012 passou para 5.1%

Johnson & Johnson Services, Inc.
Em 2011 obteve 3.5% do mercado, em 2012 passou para 3.8%

Vargas Marcas E Participacões Ltda (Embelleze)
Em 2011 obteve 3.4% do mercado, em 2012 passou para 3.3%

Niely Cosméticos Ltda
Em 2011 obteve 2.9% do mercado, em 2012 passou para 2.4%

Aroma do Campo Ltda
Em 2011 obteve 0.5% do mercado em 2012 manteve em 0.5%

Grupo Bertin S.A.
Em 2011 obteve 0.4% do mercado em 2012 manteve em 0.4%

Outros
Em 2011 obtiveram 27.8% do mercado, em 2012 passaram para 25.1%.

Participação de mercado das Companhias no setor de SHAMPOOS no Brasil:

Unilever PLC
Em 2011 obteve 29.8% do mercado, em 2012 cresceu para 35.4%

The L’Oréal Group
Em 2011 obteve 14.4% do mercado, em 2012 passou para 13.0%

The Procter & Gamble Company
Em 2011 obteve 12.7% do mercado, em 2012 passou para 11.0%

Colgate-Palmolive Company
Em 2011 obteve 5.2% do mercado, em 2012 passou para 5.1%

Johnson & Johnson Services, Inc.
Em 2011 obteve 3.5% do mercado, em 2012 passou para 3.8%

Niely Cosméticos Ltda
Em 2011 obteve 2.9% do mercado, em 2012 passou para 2.4%

Hypermarcas S/A
Em 2011 obteve 1.9% do mercado, em 2012 manteve em 1.9%

Grupo Bertin S.A.
Em 2011 obteve 1.0% do mercado, em 2012 manteve em 1.0%

Outros
Em 2011 obtiveram 28.6% do mercado em 2012 passaram para 26.4%

RESUMO: TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL

Nos últimos 5 anos a taxa de crescimento anual do Brasil no segmento de shampoos e condicionadores foi de 12.1%.

Nos próximos 5 anos a previsão é que o crescimento médio anual seja de 11.0%.

Shampoos e Condicionadores/ Informações sobre os dados da pesquisa de Mercado e Varejo:

A pesquisa foi realizada dentro do mercado que abrange shampoos e condicionadores para homens, mulheres e produtos unissex. O valor de mercado é baseado nas vendas em todos os canais de varejo, incluindo venda direta ao consumidor, e exclui o setor profissional.

Produtos incluídos na pesquisa: Shampoos e condicionadores masculinos, femininos e produtos unissex. A combinação “shampoo-condicionador” está incluída no segmento de shampoos.

Produtos excluídos da pesquisa: Vendas realizadas por cabeleireiros, produtos com corantes, como por exemplo os tonalizantes e produtos para reparação dos fios como séruns e tônicos.

Fontes:
– Mintel
– III Caderno de Tendências 2014- 2015 da Abihpec (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos)

Para acessar mais informações sobre o mercado de cosméticos e  cuidados pessoais em todo o mundo por favor visite o site da Mintel.

Leia mais matérias sobre cosméticos e produtos de cuidado pessoal

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.