Impactos da pandemia no mercado de skincare e as oportunidades para formuladores

Impactos da pandemia no mercado de skincare e as oportunidades para formuladores

A pandemia do COVID-19 causou diversas mudanças de hábitos. Isolamento e distanciamento social, uso de máscaras de proteção facial, constante higienização das mãos e reuniões virtuais hoje fazem parte da realidade de pessoas no mundo todo. Esses hábitos também impactaram o mercado de skincare. Vamos explorar os impactos da pandemia nesse mercado e como os formuladores de cosméticos podem oferecer soluções frente às demandas que surgiram.

Neste artigo você verá:

  • Segmento de skincare – dados de mercado;
  • O crescimento do bem-estar;
  • ‘Maskne’;
  • Crescimento do e-commerce.

Segmento de skincare – dados de mercado

Diversos levantamentos feitos no último ano mostram o crescimento que o segmento de skincare teve no Brasil e no mundo.

Um levantamento feito pela Kantar mostrou que a categoria de cuidados pessoais cresceu 13% em 2020 na pandemia (na América Latina). No Brasil, a categoria que mais se beneficiou foi a de cremes e loções. De acordo com um levantamento feito pela ABIHPEC, as vendas dos produtos destinados para o cuidado da pele cresceram 161,7% nos 10 primeiros meses de 2020 (quando comparado com o mesmo período de 2019).

Segundo a Euromonitor International, a categoria de skin care será a que mais irá crescer no período pós pandemia, enquanto os consumidores priorizam uma rotina de cuidados mais minimalista, indicando uma volta para o ‘básico’. Kayla Villena, consultora da Euromonitor International, diz que marcas que focarem em transparência, ciência e eficácia clínica terão maior destaque entre esses consumidores.

Um levantamento feito pela PowerReviews entrevistou mais de 10 mil consumidores ativos de produtos de beleza nos Estados Unidos. A maioria dos americanos (56%) estão mais focados em skin care do que estavam antes da pandemia. A ‘beleza natural’ também está se estabelecendo como uma tendência, uma vez que os consumidores estão diminuindo o uso de maquiagem (por conta do isolamento social e uso compulsórios de máscaras). Essa pesquisa também mostrou o ganho de força do e-commerce.

Um estudo publicado em 2021 no Journal of Cosmetic Dermatology investigou o impacto que a pandemia teve na rotina de cuidados pessoais de mulheres polonesas. 412 voluntárias polonesas responderam um questionário online. De acordo com os resultados obtidos, as participantes do estudo adotaram uma rotina de skin care mais completa durante o lockdown. A internet também foi uma peça fundamental durante o período, não apenas para verificação de informações sobre produtos cosméticos, mas também como um canal de vendas para esses produtos.

Produtos de higiene, como sabonetes corporais e para as mãos, ganharam ainda mais popularidade, uma vez que a higienização é uma das maneiras de diminuir a transmissão do novo coronavírus. Surfactantes são ingredientes indispensáveis para a criação de produtos de higienização, como sabonetes líquidos. O ideal é que esse tipo de produto realize uma limpeza e que não agrida a pele, ainda mais com o aumento do uso desses produtos. Além disso, os consumidores normalmente valorizam produtos que possuem espuma estável e abundante. A melhor maneira de alcançar esses resultados é combinando tensoativos com diferentes características. Uma combinação clássica na indústria cosmética é o Lauril Éter Sulfato de Sódio (utilizado como surfactante primário) e a Cocoamidopropil Betaína (utilizada como surfactante secundário e booster de espuma). Existem diversos tensoativos suaves disponíveis no mercado. Abaixo estão algumas opções de tensoativos suaves:

Nome Comercial/ComumINCI Name
Sensactive L-30Water (and) Sodium Lauroyl Sarcosinate
Sensactive C-30Water (and) Sodium Cocoyl Sarcosinate
Plantaren 2000 N UPDecyl Glucoside
Plantaren 1200 N UPLauryl Glucoside
Green Cocoamphoacetate BSodium Babassuamphoacetate
Olivem 400Sodium PEG-7 Olive Oil Carboxylate
Amisoft ECS-22SBDisodium Cocoyl Glutamate (and) Water
IseluxSodium Lauroyl Methyl Isethionate

Por conta do fechamento dos salões de beleza e clínicas de estética, tratamentos home care também ganharam popularidade. Isso causou um aumento na busca por produtos contendo peelings químicos, como os de alfa-hidroxiácidos e beta-hidroxiácidos. A marca PCA Skin (da Colgate-Palmolive), por exemplo, lançou em 2020 um kit de micro peeling home care, que consiste em um limpador facial, um tônico hidratante, uma máscara detox, um esfoliante enzimático com alfa-hidroxiácidos, um sérum, um hidratante e por fim um fotoprotetor de amplo espectro. É importante saber que os alfa-hidroxiácidos são ingredientes que exigem um meio com pH ácido (cerca de 3,5) para que realizem esfoliação. Portanto, quando são formulados em géis e emulsões, é importante utilizar componentes da fórmula que sejam compatíveis com essa faixa de pH, para que não ocorra desestabilização do sistema cosmético e perda de viscosidade. Um dos ingredientes mais importantes nesses casos são os espessantes hidrofílicos. O ideal é utilizar um espessante hidrofílico resistente à valores baixos de pH, garantindo a manutenção da viscosidade do meio. Abaixo estão alguns exemplos:

Nome comercial/comumINCI Name
HidroxietilceluloseHydroxyethylcellulose
Keltrol CG-SFTXanthan Gum
AmigelSclerotium Gum
Cobiogum 

 

Caesalpinia Spinosa Gum

SolagumTM Tara

Outro tipo de produto que ganhou popularidade são os de tratamento para cílios e sobrancelhas, como séruns para estímulo de crescimento. Em suma, estes produtos consistem em sistemas aquosos, de baixa viscosidade, que possuem ingredientes que auxiliam na hidratação dos pelos (como umectantes, óleos e extratos vegetais), bem como ativos específicos direcionados para o crescimento dos mesmos. O Redensyl (Glycerin (and) Aqua (and) Sodium Metabisulfite (and) Larix Europaea Wood Extract (and) Glycine (and) Zinc Chloride (and) Camellia Sinensis Leaf Extract), da Givaudan Active Beauty é um exemplo de ingrediente ativo que pode ser utilizado nesse tipo de produto.

O crescimento do bem-estar

De acordo com a Mintel, durante a pandemia do novo coronavírus há grande preocupação por parte dos consumidores com a saúde mental e bem estar emocional. Na américa latina, consumidores priorizam a boa forma acima de outras formas de bem-estar. Portanto, para atender essa demanda, as marcas precisam desenvolver fórmulas que sejam leves, de longa duração, resistentes ao suor e refrescantes, de maneira que os consumidores se sintam confortáveis durante e após realizar atividades físicas. Shampoos a seco são uma opção de produto para atender essa demanda. Esse tipo de formulação é simples e permite que o consumidor faça uma higienização rápida do couro cabeludo, diminuindo a sensação de oleosidade. Consiste em uma mistura de pós para absorver a oleosidade, fragrância para mascarar possíveis odores e, opcionalmente, ingredientes ativos para alguma finalidade específica. Ingredientes como Tapioca Pure e Dry-Flo Pure são excelentes opções de pós para esse tipo de formulação.

O nível de estresse e ansiedade também aumentou entre os consumidores latinoamericanos. Logo, produtos que possuem proposta de aliviar estresse e ansiedade são uma ótima maneira de atender essa demanda. Ingredientes derivados da lavanda e camomila são exemplos de ingredientes associados com diminuição de estresse e ansiedade. Consumidores estão procurando fragrâncias que representam uma sensação de ‘escape’, bem como produtos com texturas agradáveis.

Explorar a aromaterapia também pode ser uma opção de atender a demanda por bem-estar e oferecer uma experiência de relaxamento ao consumidor. Em suma, a aromaterapia utiliza aromas (provenientes de óleos essenciais) para oferecer benefícios como alívio da ansiedade e estresse e melhora do sono, por exemplo. A marca Scentered é um exemplo de marca que explora a aromaterapia em seus produtos. Uma de suas linhas de destaque é a de balms aromáticos, que possuem diferentes direcionamentos, como melhora do sono, alívio do estresse e aumento de foco.

Scentered
DE-STRESS Wellbeing Ritual Aromatherapy Balm. Fonte: © 2021, Scentered.

Um estudo conduzido pela Avon com 1.000 mulheres com mais de 18 anos ao redor do Brasil mostrou que a maquiagem melhorou o humor de mais de 80% das participantes (durante o período da pandemia). 78% das mulheres entrevistadas disseram que utilizaram batom apenas para se sentir bem, e não para atrair a atenção de outras pessoas. De acordo com esse estudo, os produtos de cuidado facial também ganharam força.

A agência McKinsey & Company realizou uma pesquisa com 7.5000 participantes de seis países (Alemanha, Brasil, China, Estados Unidos, Japão e Reino Unido) para investigar o aumento da importância do bem estar na sociedade. Os resultados mostraram que os consumidores estão priorizando cada vez mais o bem estar nos últimos 2-3 anos. A pesquisa também mostrou algumas tendências relacionadas ao bem estar, o que inclui:

‘Maskne’

A ‘maskne’ é como é popularmente chamada a acne mecânica decorrente do uso de máscaras faciais. De acordo com uma publicação no Journal of The American Academy of Dermatology, esse tipo de acne é causada pelo estresse mecânico (pressão, oclusão, fricção) e disbiose microbiana (calor, pH e umidade de biofluidos). Maneiras de contornar esse problema incluem: higienização facial com um limpador suave, fortalecimento da barreira cutânea através do uso de hidratantes e tratamentos pontuais com ativos específicos, com ação anti inflamatória, antioxidante, seborreguladora e antimicrobiana. O Citrue Bisabolol, alfa-bisabolol obtido pela destilação fracionada do óleo essencial da Candeia, é um exemplo de ativo com atividade antiinflamatória e que pode ser incorporado em produtos com esse direcionamento.

Crescimento do e-commerce

Produtos de beleza e cuidado pessoal não são classificados como serviços essenciais, portanto as restrições para conter a transmissão do novo coronavírus causaram o fechamento das lojas que vendem esse tipo de produto. Logo, houve uma migração e adaptação para o e-commerce.

Um levantamento feito pela Neotrust mostrou que o e-commerce cresceu em 57,4% no primeiro trimestre de 2021, quando comparado com o mesmo período de 2020. Fatores como a chegada de uma nova variante , segunda onda do COVID-19 e fechamento/redução da circulação em lojas físicas foram determinantes para o aumento das vendas online não só no Brasil, mas também no mundo inteiro.

A L’Oréal é um exemplo de empresa que obteve bons resultados com o e-commerce e não teve medo da modernização. Migraram para o software em nuvem, por exemplo, para atender a maior demanda. Além disso, contaram com apoio de alguns recursos digitais, como o Modiface AR, que permite que os consumidores ‘experimentem’ cosméticos e outros produtos de beleza com a ajuda do software.

O Grupo Boticário, por sua vez, no primeiro semestre de 2021, registrou crescimento de 200% no faturamento e 300% em volume quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Devido à pandemia, o grupo decidiu integrar as lojas físicas nas vendas digitais. Essa integração se dá de duas maneiras: modelo clique e retire, onde o consumidor compra um produto e escolhe a loja mais próxima para retirar, e o segundo modelo, onde as lojas franqueadas atuam como um centro de distribuição. Esse segundo modelo aumentou a agilidade de entrega em algumas regiões brasileiras, como a região Norte e Nordeste. Há também o atendimento via WhatsApp, no qual a partir do CEP o cliente é direcionado à consultora mais próxima.

Inclusive, o WhatsApp possui grande força no comércio eletrônico no Brasil. O aplicativo de mensagens permite que comércios menores e tradicionais também tenham uma presença online.

Conclusão

A pandemia causou diversas mudanças de hábitos, e muitas dessas mudanças estão influenciando as demandas atuais no mercado de skincare. De acordo com diversos levantamentos e pesquisas de mercado, o consumidor atual vem buscando uma rotina mais minimalista de cuidados com a pele. Além disso, por conta do fechamento de salões de beleza e clínicas de estética, houve aumento pela busca de alguns tipos de produtos, como esfoliantes químicos e produtos para crescimento de cílios. Por fim, também observa-se um aumento da busca de bem-estar. Produtos que oferecem uma experiência de bem estar e relaxamento, aplicando princípios da aromaterapia, por exemplo, são maneiras de atender essa demanda


Podcasts, vídeos, artigos… nosso Especialista em Cosmetologia Cleber Barros lança conteúdo todo mês aqui no Connect. Dá uma olhada nos mais recentes:

[Video] Óleos vegetais na saboaria: o que são óleos moles e duros e por que são chamados assim?

[Artigo] Princípios básicos para formular produtos para o couro cabeludo

[Podcast] Cinco tipos de conservantes para formulações naturais e orgânicas certificadas

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.