País em Foco: Colômbia. Parte 1: O Mercado de Shampoo e Condicionador

A in-cosmetics Brasil teve acesso a uma pesquisa completa realizada pela Mintel (empresa líder mundial em pesquisas) sobre o mercado de cosméticos em diversos países da América Latina. O estudo mapeia cada setor da indústria e nos dá acesso aos números de crescimento dos últimos anos, além de projeções e  perspectivas para o futuro. Desmembramos a pesquisa e ao longo das próximas semanas disponibilizaremos essas informações, divididas em diversos artigos jornalísticos, no nosso site.

COLÔMBIA – O mercado de Shampoos e Condicionadores.

O mercado de cosméticos latino-americano tem crescido     vertiginosamente nos últimos anos, resultado do crescimento e estabilidade da maior parte dos países da região, e consequentemente do aumento de poder de compra da população de cada país.

Segundo a ANDI (Associação Nacional de Empresários da Colômbia) o país é a 4ª economia na América Latina e nos últimos  6  anos eles vêm crescendo em média acima dos 4% ao ano. Em 2012 a Colômbia atingiu os máximos níveis históricos de investimento estrangeiro e exportações, e as menores taxas de desemprego dos últimos 10 anos, graças ao bom desempenho da sua economia.

Todo esse cenário positivo tem sido percebido também na indústria de cosméticos. O segmento de mercado de shampoos e condicionadores da Colômbia faturou em 2006 o equivalente a 356.2483 bilhões de pesos colombianos, em 2016 o faturamento chegou a 526.6700 bilhões e a expectativa para 2017 é aumentar para 706.4995 bilhões de pesos colombianos em vendas.

Em euros o valor de vendas em 2007 foi de 125.1612 milhões, em 2012 cresceu para 228.4763 milhões de euros e a previsão é que em 2017 a Colômbia fature 269.63 milhões de euros no segmento de shampoos e condicionadores, representando um crescimento médio anual de 5,2 entre 2013 e 2017 (próximos 5 anos). A Colômbia vêm se destacando muito nesse setor, que teve uma valorização de 23,1% em 2012. O maior crescimento nos últimos anos foi em 2010 com uma taxa de 25,6%. A média de crescimento anual da Colômbia entre o período de 2008-2012 (últimos 5 anos) foi de 8,8%.

Em 2006 o crescimento do varejo nesse setor foi de 5,4%, em 2012 foi de 10,6%,  e a projeção nos próximos anos é sempre de crescimento, em 2017 por exemplo a perspectiva é que o segmento de shampoos e condicionadores cresça 5,6% no país.

O gasto per capita da população colombiana no mercado de shampoos e condicionadores aumentou de 2.772 euros em 2007 para 4.728 em 2012 e a perspectiva é de contínuo crescimento chegando a 5.259 euros em 2017.

O mercado de varejo de shampoos e condicionadores em proporção ao PIB (produto interno bruto) foi da ordem de 0.082% em 2006, passou para 0.079% em 2012 e pelas perspectivas deve girar em torno de 0.074% em 2013.

O segmento de mercado de shampoos e condicionadores na Colômbia totalizou 476.3832 bilhões de pesos colombianos em 2011 sendo dividido em um faturamento de 390.5390 bilhões em shampoos e 85.8442 em condicionadores. Em 2012 o total de vendas no segmento cresceu para 526.6700 bilhões de pesos colombianos sendo que 434.7700 bilhões foram em vendas de  shampoos e 91.9000 bilhões de pesos colombianos em condicionadores.

O segmento de condicionadores foi dividido da seguinte maneira: em 2011 o total de vendas para o varejo foi de 85.8442 bilhões de pesos colombianos, sendo 44.6371 bilhões em condicionadores com enxágue, 24.5337 bilhões em leave-in e 16.6734 bilhões em máscaras de tratamento. Em 2012 o total de vendas foi  de 91.9000 bilhões de pesos colombianos, sendo 44.8564 bilhões em condicionadores com enxágue, 27.5057 bilhões em leave-in e 19.5379 bilhões em máscaras de tratamento.

O segmento de shampoos foi dividido da seguinte maneira: em 2011 o volume de vendas para o varejo foi de 390.5390 bilhões de pesos colombianos, sendo 12.7671 bilhões em medicamentos, produtos anti-queda e outros problemas; 17.6262 bilhões em shampoos 2em1 e 3em1, e 360.1457  bilhões  em outros tipos de shampoos. Em 2012 o volume de vendas aumentou para 434.7700 sendo 13.6953 bilhões de pesos colombianos em medicamentos, produtos anti-queda e outros problemas; 19.9125 bilhões em shampoos 2em1 e 3em1, e 401.1622  bilhões em outros tipos de shampoos.

Participação de mercado das Companhias no setor de shampoo e condicionador na Colômbia:

Procter& Gamble: Em 2011 obteve 28,3 % do mercado, em 2012 passou para 26,5%.

Unilever PLC: Em 2011 obteve 23,3 % do mercado, em 2012 passou para 23,7%.

Quala S.A.: Em 2011 obteve 9,8% do mercado, em 2012 passou para 10,3%.

Henkel AG & Co. KGaA: Em 2011 obteve 10,6% do mercado, em 2012 passou para 9,3%.

The LÓréal Group: Em 2011 obteve 6,5% do mercado, em 2012 passou para 7,0%.

Johnson & Johnson Services, Inc.: Em 2011 obteve 5,6% do mercado, em 2012 passou para 6,0%.

Outros: Em 2011 obtiveram 15,9% do mercado, em 2012 passaram para 17,2%.

RESUMO: TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL

Nos últimos 5 anos a taxa de crescimento anual da Colômbia no seguimento de shampoos e condicionadores foi de 8,8%. Nos próximos 5 anos a previsão é que o crescimento médio anual seja de 5,2%.

Shampoos e Condicionadores. Dados da pesquisa de Mercado e Varejo:

A pesquisa foi realizada dentro do mercado que abrange shampoos e condicionadores para homens, mulheres e produtos unissex. O valor de mercado é baseado nas vendas em todos os canais de varejo, incluindo venda direta ao consumidor, e exclui o setor profissional.

Produtos incluídos na pesquisa: Shampoos e condicionadores masculinos, femininos e produtos unissex. A combinação “shampoo-condicionador” está incluída no segmento de shampoos.

Produtos excluídos da pesquisa: Vendas realizadas por cabeleireiros, produtos com corantes, como por exemplo os tonalizantes e produtos para reparação dos fios como séruns e tônicos.

Para acessar mais informações sobre o mercado de cosméticos e  cuidados pessoais em todo o mundo por favor visite o site da Mintel.

Leia mais matérias sobre cosméticos e produtos de cuidado pessoal

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.