País em Foco: Chile. Parte 1: O Mercado de Produtos para o cabelo

A in-cosmetics Brasil teve acesso a uma pesquisa completa realizada pela Mintel (empresa líder mundial em pesquisas) sobre o mercado de cosméticos em diversos países da América Latina. O estudo mapeia cada setor da indústria e nos dá acesso aos números de crescimento dos últimos anos, além de projeções e  perspectivas para o futuro. Desmembramos a pesquisa e ao longo das próximas semanas disponibilizaremos essas informações, divididas em diversos artigos jornalísticos, no nosso site.

CHILE – O Mercado de Shampoos e Condicionadores

Nos últimos anos o Chile experimentou um crescimento econômico superior à inflação o que ajudou na estabilidade econômica e criação de novos empregos. Com mais salários o consumo aumentou e o conjunto de  baixa inflação e estabilidade política fizeram o país crescer.

O segmento de mercado de shampoos e condicionadores no Chile faturou em 2007 o equivalente a 106.3191 bilhões de pesos chilenos, em 2012 o faturamento cresceu para 166.0497 bilhões e a expectativa para 2017 é aumentar para 225.9300 bilhões de pesos chilenos em vendas.

Nos últimos anos o país tem alcançado bons resultados no setor, o crescimento do valor de mercado de varejo em moeda local em 2008 foi de 7.7%, em 2012 foi de 10.4% e as projeções apontam para contínuo crescimento nos próximos anos com uma perspectiva de taxa de 7.5% em 2017.

Em euros o valor de mercado de varejo no Chile  foi de 148.5500 milhões em 2007, aumentou para 266.2311 milhões de euros em 2012 e a perspectiva para 2017 é alcançar 301.7493 milhões.

O crescimento do valor de mercado de varejo em euros no Chile foi de 0.3% em 2008,  mas nos anos seguintes cresceu vertiginosamente: crescimento de 9.7% em 2009, de 24.1% em 2010 e fechou 2012 com uma crescimento de 18.9%. A perspectiva é que em 2017 o setor de shampoos e condicionadores no Chile cresça 6.2% (em euros).

O gasto per capita da população chilena no mercado de shampoos e condicionadores foi de 8.949 euros em 2007,  passou para 15.30 em 2012, e a previsão para 2017 é que seja de 16.60 euros.

O mercado de varejo de shampoos e condicionadores em proporção ao PIB (produto interno bruto) no Chile foi da ordem de 0.11757 em 2007, passou para 0.12722% em 2012 e a previsão é que deve girar em torno de 0.11910 em 2017.

O segmento de mercado de shampoos e condicionadores no país totalizou 150.3809 bilhões de pesos chilenos em 2011 sendo divididos em um faturamento de 92.5117 bilhões em shampoos e 57.8692 em condicionadores. Em 2012 o total de vendas no segmento cresceu para 166.0497 bilhões de pesos chilenos sendo que 100.4421 bilhões foram em vendas de shampoos e 65.6076 bilhões de pesos chilenos em condicionadores.

O segmento de condicionadores foi dividido da seguinte maneira: em 2011 o total de vendas para o varejo foi de 57.8692 bilhões de pesos chilenos, sendo 38.4252 bilhões em condicionadores com enxágue, 11.4581 bilhões em leave-in e 7.9859 bilhões em máscaras. Em 2012 o total de vendas  aumentou para 65.6076 bilhões de pesos chilenos, sendo 43.5104 bilhões em condicionadores com enxágue, 12.9371 bilhões em leave-in e 9.1601 bilhões de pesos chilenos em máscaras.

O segmento de shampoos foi dividido da seguinte maneira: em 2011 o volume total de vendas para o varejo foi de 92.5117 bilhões de pesos chilenos, sendo 1.8502 bilhões em medicamentos, produtos anti-queda e outros problemas de cabelos; 27.3835 bilhões em shampoos 2em1 e 3em1, e 63.2780 bilhões de pesos chilenos  em outros tipos de shampoos.

Em 2012 o volume de vendas aumentou para 100.4421 bilhões de pesos chilenos sendo 2.0088 em medicamentos, produtos anti-queda e outros problemas de cabelos; 28.8269 bilhões em shampoos 2em1 e 3em1, e 69.6064 bilhões em outros tipos de shampoos.

Participação de mercado das Companhias no setor de SHAMPOOS E CONDICIONADORES no Chile:

The Procter & Gamble Company: Em 2011 obteve 35.9% do mercado, em 2012 passou para 32.8%.

Unilever PLC: Em 2011 obteve 22.7% do mercado, em 2012 cresceu para 24.1%.

The L’Oréal Group: Em 2011 obteve 18.7% do mercado, em 2012 cresceu para 19.5%.

Laboratorio Ballerina LTDA: Em 2011 obteve 8.4% do mercado, em 2012 passou para 8.2%.

Laboratorio Durandin S.A.I: Em 2011 obteve 6.0% do mercado, em 2012 cresceu para 6.6%.

Outros: Em 2011 obtiveram 8.2% do mercado, em 2012 passaram para 8.8%.

Participação de mercado das Companhias no setor de  CONDICIONADORES no Chile:

The Procter & Gamble Company: Em 2011 obteve 31.2% do mercado, em 2012 passou para 28.1%.

Unilever PLC: Em 2011 obteve 23.2% do mercado, em 2012 cresceu para 25.5%.

The L’Oréal Group: Em 2011 obteve 22.5% do mercado, em 2012 passou para 22.3%.

Laboratorio Ballerina LTDA: Em 2011 obteve 8.9% do mercado, em 2012 passou para 8.6%.

Laboratorio Durandin S.A.I: Em 2011 obteve 6.1% do mercado, em 2012 cresceu para 6.5%.

Outros: Em 2011 obtiveram 8.1% do mercado, em 2012 passaram para 9.0%.

Participação de mercado das Companhias no setor de  SHAMPOOS no Chile:

The Procter & Gamble Company: Em 2011 obteve 38.9% do mercado, em 2012 passou para 35.9%.

Unilever PLC: Em 2011 obteve 22.4% do mercado, em 2012 cresceu para 23.2%.

The L’Oréal Group: Em 2011 obteve 16.4% do mercado, em 2012 cresceu para 17.7%.

Laboratorio Ballerina LTDA: Em 2011 obteve 8.1% do mercado, em 2012 passou para 8.0%.

Laboratorio Durandin S.A.I: Em 2011 obteve 6.0% do mercado, em 2012 cresceu para 6.6%.

Outros: Em 2011 obtiveram 8.2% do mercado, em 2012 passaram para 8.6%.

RESUMO: TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL

Nos últimos 5 anos a taxa de crescimento anual do Chile no seguimento de shampoos e condicionadores foi de 9.7%.

Nos próximos 5 anos a previsão é que o crescimento médio anual seja de 7.1%.

Shampoos e Condicionadores. Dados da pesquisa de Mercado e Varejo:

A pesquisa foi realizada dentro do mercado que abrange shampoos e condicionadores para homens, mulheres e produtos unissex. O valor de mercado é baseado nas vendas em todos os canais de varejo, incluindo venda direta ao consumidor, e exclui o setor profissional.

Produtos incluídos na pesquisa: Shampoos e condicionadores masculinos, femininos e produtos unissex. A combinação “shampoo-condicionador” está incluída no segmento de shampoos.

Produtos excluídos da pesquisa: Vendas realizadas por cabeleireiros, produtos com corantes, como por exemplo os tonalizantes e produtos para reparação dos fios como séruns e tônicos.

Para acessar mais informações sobre o mercado de cosméticos e  cuidados pessoais em todo o mundo por favor visite o site da Mintel.

Leia mais matérias sobre cosméticos e produtos de cuidado pessoal

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.