The future of skincare

The future of skincare

A categoria de skin care é uma das mais interessantes da cosmética e é também uma das minhas grandes paixões. De acordo com o portal Researchandmarkets, o mercado global de produtos antienvelhecimento teve um valor estimado de US$ 164 bilhões em 2020 e tem projeção de US$ 236 bilhões até 2027 com CAGR de 5,3% neste período. Dentro da categoria, os produtos antirrugas têm um CAGR estimado de 5,7% no mesmo período com um valor de mercado estimado de US$ 19,1 bilhões até 2027. Os produtos de despigmentação têm um CAGR projetado de 4,1% para os próximos 7 anos. O mercado de cuidados com a pele sempre representou uma grande oportunidade de inovação para a indústria de cosméticos e se falarmos de tendências da categoria, poderíamos escrever muitas páginas e colunas sobre isso. É por isso que, a seguir, veremos algumas das tendências atuais mais interessantes nesse campo e nos próximos meses faremos mais colunas sobre isso.

 

Robotic skin: Em junho ficamos sabendo desta notícia muito interessante. Uma equipe de pesquisadores no Japão usou pele humana para envolver o dedo de um robô. O objetivo é que os robôs tenham uma aparência cada vez mais humana e assim melhorem a eficiência na troca de informações e gerem mais simpatia. As descobertas foram surpreendentes. A pele viva se encaixava perfeitamente no membro artificial e, como feridas reais, tinha a capacidade de se recuperar de um corte. No ano passado, foi relatado que Sophia, o robô humanóide mais famoso do mundo, leiloou sua primeira obra de arte digital como um NFT.Espero que as pessoas gostem do meu trabalho e que os humanos e eu possamos colaborar de maneiras novas e emocionantes”, disse Sophia em seu escritório com uma voz monótona e um vestido e caneta prateados. Imaginemos quando virmos a notícia de que pela primeira vez um robô desenhou um perfume ou uma emulsão cosmética. Num futuro próximo, os humanóides serão a chave para o desenvolvimento de skin care, eles nos ajudarão a descobrir e desenvolver novos efeitos sensoriais em formulações, eles também serão muito úteis para prever a eficácia e desenvolver novas claims, como robot-friendly, testado em robôs, formulado por robôs…

 

Nas atividades de marketing e posicionamento também veremos andróides, ciborgues e robôs em cuidados com a pele. Imagine R2-D2 desenvolvendo produtos para a Princesa Leia. Bender, Astroboy, Terminator, Robocop, Johnny 5, Cylos, Data e Marvin, entre outros, serão grandes aliados no posicionamento da marca e campanhas publicitárias. Com certeza George Lucas terá um grande aliado nos cuidados com a pele nos próximos filmes. Robotic beauty is the new black.

 

Healthy aging: Em um artigo recente, a revista Semana de Colombia, indicou que com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos idosos e das pessoas que intervêm em seu ambiente, como familiares e cuidadores, foi estabelecida a Década do Envelhecimento Saudável, que começou em 2021 e vai continuar até 2030. O envelhecimento é um processo natural pelo qual o corpo passa e que cada um vive de forma diferente, dependendo do seu estilo de vida, da sua alimentação, da sua condição particular de saúde e dos contextos em que se encontra. ao longo de sua vida. A cosmética é uma grande aliada no bem-estar e é por isso que este ano estamos vendo tantas inovações relacionadas.

 

De Benjamin Button a uma nova teoria antienvelhecimento: Todos nos emocionamos com o filme O Curioso Caso de Benjamin Button, que conta a história de um homem que nasceria com o corpo de uma pessoa de 80 anos e que mais o tempo torna-se mais jovem. Bem, em junho deste ano, uma notícia muito interessante foi publicada, pois um grupo de cientistas conseguiu reverter o envelhecimento em ratos. Pesquisadores do laboratório molecular da Universidade de Harvard conseguiram converter uma célula adulta em uma célula-tronco em roedores. O objetivo da equipe é fazer o mesmo com os humanos. Este projeto foi liderado por David Sinclair. Em uma publicação de 2020, foi mostrado como camundongos velhos com deficiência visual e retinas danificadas foram repentinamente capazes de ver novamente. Por isso, em breve veremos novos mecanismos bioquímicos para o tratamento facial Benjamin Button-like em publicações, revistas e congressos científicos.

 

Agricultura lunar: “É um pequeno pote de terra, mas um grande passo para a agricultura espacial“. Esta descoberta interessante foi publicada em maio na revista Communications Biology. Pela primeira vez, os cientistas cultivaram plantas em alguns gramas de solo lunar coletado décadas atrás por astronautas no programa Apollo. A planta utilizada foi a Arabidopsis thaliana, escolhida porque cresce com facilidade e, sobretudo, porque seu código genético já é conhecido. Essa descoberta alimenta a esperança de que um dia as plantas possam ser cultivadas diretamente na lua. A indústria cosmética encontrará uma grande oportunidade de inovação nessas novas descobertas, uma vez que a composição do solo lunar pode produzir condições adaptogênicas interessantes para a busca e síntese de novos metabólitos com grandes benefícios para o cuidado da pele.

 

130 anos: Em maio de 2022, o jornal espanhol El País publicou um artigo em que Corina Amor, imunologista, diz: “É razoável aumentar a duração da vida humana para 130 anos”. Ela apresentou uma tese de doutorado revolucionária que propunha uma terapia experimental para eliminar as células responsáveis ​​pelo envelhecimento e pelo câncer. Na juventude, as defesas do corpo humano são capazes de destruir essas células danificadas, chamadas células senescentes, mas à medida que a vida avança, o sistema imunológico não consegue lidar e elas se acumulam. A equipe de Amor, liderada pelo biólogo americano Scott Lowe, desenvolveu uma estratégia para extrair glóbulos brancos, ou linfócitos T, do paciente e reprojetá-los em laboratório para destruir células senescentes. Sua prova de conceito, em camundongos, foi publicada há dois anos na revista Nature. Em alguns anos, veremos novos mecanismos bioquímicos em produtos de cuidados com a pele inspirados por essas descobertas.

 

Preaging: A pandemia nos ensinou que a prevenção é a nova norma e é por isso que muitas das inovações tecnológicas que estamos vendo no skin care estão focadas no conceito de prevenção dos sinais do envelhecimento e dos efeitos na pele pelas novas rotinas e costumes que temos no mundo pós-pandemia. Preaging (2021) vem após as tendências de proaging (2017) e antiaging (80s).

 

Skinimalism: Esta tendência tem duas nuances. Em primeiro lugar, estamos vendo como as rotinas faciais tendem a ser mais simples e, por outro lado, também estamos vendo como as formulações também começam a ter menos ingredientes e mais eficazes.

 

Você está pronto para imaginar o futuro do skin care? Convidamos você a dar seus comentários sobre este tema emocionante!

 

Gostou do artigo? Assine a newsletter e receba as últimas novidades!

Tagged , , .

John Jiménez é farmacêutico da Universidade Nacional da Colômbia com um master em desenvolvimento sustentável e estudos de especialização em marketing, ciência cosmética e neuromarketing. Possui 30 publicações em revistas científicas e um capítulo de livro em formulação cosmética. Recebeu os prêmios Maison G. de Navarre (IFSCC USA 2004), Henry Maso Award (IFSCC USA 2016) e melhores trabalhos científicos no Colamiqc Equador 2009, Colamiqc Brasil 2013 e Farmacosmética Colombia 2014. Também foi palestrante em várias conferências internacionais na Europa e na América Latina. Desde 2019, escreve uma coluna de tendências para In-Cosmetics Connect, desde 2013 uma coluna de tendências para Cosmetics & Toiletries Brasil e desde 2020 uma coluna sobre neuromarketing para a Eurocosmetics. Ele também é autor e co-autor de artigos e atuou no Scientific Advisory Board da Cosmetics & Toiletries magazine. Jiménez também atuou como presidente da Accytec Bogotá (2017-2019). Ele ingressou na Belcorp em 2005 e atualmente é Senior Researcher nas categorias de skin care, suncare and personal care. Antes de ingressar na Belcorp, trabalhou nos Laboratórios Esko, Whitehall AH Robins e Fresenius Medical Care na Colômbia.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.