Marcas bipoc, digital detox e outras tendências a seguir em 2021

Marcas bipoc, digital detox e outras tendências a seguir em 2021

Recentemente, li uma notícia na web que me inspirou a escrever esta coluna e está relacionada a um grande ensinamento de Albert Einstein. Acontece que, em 1922, enquanto ele estava dando uma palestra em Tóquio, um funcionário do hotel passou para entregar uma mensagem. Einstein vasculhou os bolsos, mas não tinha troco a dar. Em seguida, pegou uma folha de papel e deu um conselho muito valioso: “Uma vida tranquila e modesta traz mais felicidade do que a busca pelo sucesso combinada com inquietação constante.” Einstein sugeriu que o funcionário guardasse o bilhete porque provavelmente se tornaria um item valioso. E assim foi, em 2017 aquela nota foi leiloada por 1,56 milhão de dólares.

A pandemia nos ensinou muitas coisas. Como sociedade, todos nós, em algum momento, fomos obcecados por objetivos, metas e sucesso, o que, de alguma forma, pode levar à insatisfação e ao estresse. Self care e conscious shopping são tendências que estão em alta e por isso vemos conceitos e avanços muito interessantes. A pandemia trouxe-nos tempos difíceis, mas também nos mostrou oportunidades onde o bem-estar, a saúde e a tranquilidade são elementos essenciais.

Biometric Beauty & Biometric Health: Os avanços na tecnologia biométrica são impulsionados pela tendência sem contato. As empresas estão usando essa tecnologia para monitorar com segurança o estado de saúde, condição da pele e condições das pessoas. No segmento de cosméticos, o varejo tem sido um grande impulsionador do desenvolvimento dessa tecnologia. Estamos vendo inovações em dispositivos e scanners com tecnologia de infravermelho, aplicativos biométricos para rastreamento de febre e sintomas de infecção.

Pantone 2021 (ultimate gray + illuminating): O contraste dessas duas cores vai caracterizar 2021, um ano em que haverá dias em que veremos o sol e outros tons de cinza em que estaremos em nossas casas sem sair de casa. Essas duas cores unidas transmitem uma mensagem de força, esperança e otimismo. Tons estimulantes e vivos satisfazem nossa busca por vitalidade.

Cosmeditation: O guia headspace para meditação (Netflix) é um dos grandes sucessos para o início de 2021 e que devemos destacar. Definitivamente, aprender a meditar é algo que todos devemos ter como objetivo. O guia começa fácil, com um tom ideal para quem não está acostumado, incluindo exercícios e explicações. Gratidão, controle do estresse e outras questões relacionadas ao que acontece quando estamos sozinhos com nossa mente são tratadas em poucas palavras e com um convite a ser menos exigentes conosco. A Vogue publicou uma nota interessante em dezembro passado sobre o efeito da meditação na pele. Na minha opinião pessoal, acho que a meditação também é uma grande oportunidade para o nosso setor por vários motivos, a pandemia vai durar mais algum tempo, os indicadores de ansiedade, estresse e solidão continuam a crescer nos países e a ciência cosmética nos dará orientações para inovar neste conceito. Estamos na nova era da atenção plena cosmética e do bem-estar virtual.

Apoiar as marcas BIPOC: Este ano vemos uma tendência em blogs, revistas de moda, portais de beleza e cosméticos sobre a importância de apoiar negócios relacionados à população BIPOC (black, indigenous and people of color). A beleza é um direito universal e a cosmética é uma das indústrias mais inclusivas do mundo. Portanto, este conceito é um dos mais preciosos e valorizados que veremos em uma grande tendência este ano. Por outro lado, o apoio às marcas e projetos LGTBQ+ também será uma constante no setor.

Rechargeable beauty: O grande fluxo de embalagens e produtos recarregáveis ​​atingiu todas as categorias e nos próximos meses veremos propostas muito interessantes em maquiagem, fragrâncias, cuidados com a pele e cuidados pessoais.

Digital detox: Tendência alinhada com as novas descobertas dos efeitos da luz azul, visível e infravermelha na qualidade da pele. Devido ao bloqueio e quarentena, estamos imersos em nossos computadores, tablets e dispositivos móveis. Neste ano, as marcas de cosméticos promoverão os conceitos de desintoxicação digital graças aos novos avanços da bioquímica e ao desenvolvimento de novos ativos com mecanismos de desintoxicação digital.

Skinimalism: Este ano veremos um grande interesse em rotinas mais curtas, mas altamente eficazes, até semelhantes às grandes rotinas de K-Beauty, que neste ano também começam a se simplificar. O Pinterest indica em suas previsões que esta será uma das grandes tendências em 2021. Os ingredientes hanbang de ervas tradicionais da medicina coreana estão em alta. Pré, pró e pós-bióticos também estão na moda nessa tendência.

No-transfer makeup: Devido ao confinamento inicial quando começou a pandemia e ao uso excessivo de máscaras, a categoria de maquiagens teve uma redução considerável nas vendas em muitos países. Os batons estão dentro do grupo de produtos mais afetados. No entanto, as vendas se recuperaram em muitas regiões e vemos que o claim no-transfer é essencial para a inovação nesta categoria.

Biohacking: Este é um dos conceitos que será trendy em 2021 na área da beleza. Biohacking é o conjunto de ações que um indivíduo realiza, por meio de diferentes técnicas e ferramentas, para otimizar seu corpo, mente e vida. Um biohacker quer ser a melhor versão de si mesmo, deseja controlar seu corpo e mente para melhorar sua saúde, reduzir seus sintomas, ter energia, dormir bem, perder peso, prevenir doenças e diminuir os sinais de envelhecimento. Em breve será uma realidade que poderemos invadir nossos corpos com a ajuda de tecnologias e ciências cosméticas avançadas que nos ajudarão a controlar nossos padrões de sono, monitorar a saúde gastrointestinal e até mesmo imprimir nossa própria pele. A bio-impressão da pele já é uma realidade e apresenta uma grande oportunidade de disrupção para a indústria cosmética. A biologia DIY também nos surpreenderá com novas soluções aplicadas a tratamentos cosméticos e anti-envelhecimento.

Bye bye binarism: O futuro do skin care está escrito em neutro. Este ano, estamos vendo as cores, nomes, texturas, fragrâncias e marcas de produtos de tratamento facial dizer adeus aos códigos binários de gênero. A tendência sem gênero se consolidou há alguns anos em fragrâncias e skin care é o novo target. Inclusão é a nova norma, e os humanos não querem ser rotulados, portanto, conceitos fluidos representam uma oportunidade de inovação inestimável para a indústria cosmética.


Fique por dentro do que está acontecendo no setor com a in-cosmetics Latin America. E por que não começar agora conferindo o resumo do Simon Pitman com as últimas notícias sobre a onda de parcerias que está acontecendo na indústria de cuidados pessoais?

Tagged , , , .

Farmacêutico (Universidade Nacional, Colombia), com um Master em Desenvolvimento Sustentável (EOI Business School, Madrid) e estudos de pós-graduação em Marketing, Ciência Cosmética e Neuromarketing. Ele tem 28 publicações em revistas científicas e um capítulo de livro em formulação cosmética. Maison G de Navarre Prize (IFSCC 2004), Henry Maso Award (IFSCC 2016) e melhor trabalho científico em Colamiqc Equador 2009, Colamiqc Brasil 2013 e Farmacosmética Colombia 2014. Ele foi palestrante em várias conferências internacionais na Europa e América Latina. Desde 2013 escreve a coluna "Tendências" na revista Cosmetics & Toiletries Brasil. Ele é membro da Scientific Advisory Board de Cosmetics & Toiletries dos EUA. Presidente da Accytec Bogotá 2017-2019. Ele é atualmente Cientista Pesquisador Sênior na Belcorp, Colômbia.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.