Biohacking e as novas tendências em cosméticos

Biohacking e as novas tendências em cosméticos

Biohacking vem das palavras “biologia” e “hacking” e é entendido como o conjunto de ações que um indivíduo realiza, por meio de diferentes técnicas e ferramentas, que podem ser médicas, nutricionais, biológicas, eletrônicas e, claro, cosméticas, para otimizar seu corpo, mente e vida, entendendo melhor como seu corpo funciona e como envelhecemos. É também conhecido como DIY Biology. Muitas técnicas de biohacking existem há séculos, como meditação e jejum. O mercado de biohacking tem uma projeção de US$ 52 bilhões em 2027 com um CAGR estimado de 20,4%, indicando que é um campo promissor para a indústria cosmética.

A Glamour Magazine apresentou uma definição interessante em um artigo de janeiro: é a prática de mudar sua fisiologia por meio da ciência, para que você possa controlar, manipular e criar seu caminho para um melhor desempenho. “Imagine que seu corpo é um carro; você não só precisa do combustível certo, mas também das melhores rodas que se encaixem perfeitamente, freios suaves e um motor ajustado para suas necessidades específicas”, explica Nick Powell, um especialista no assunto.

A revista Vogue publicou um artigo interessante em dezembro de 2020 sobre o papel que o biohacking terá no futuro do skin care. Estamos analisando como podemos invadir nosso próprio corpo com a ajuda de ciência e tecnologia avançadas. O mercado nos mostra avanços em dispositivos para rastrear nossos padrões de sono, monitorar nossa saúde intestinal e até mesmo imprimir nossa própria pele.

A seguir, veremos algumas tendências em biohacking que estão sendo impulsionadas pela pandemia, confinamento e a necessidade de fortalecer nossas defesas para ter uma boa aparência e sentir-se bem nestes tempos difíceis.

terapia de luz infravermelha

Terapia de Luz Vermelha: Nos blogs afirma-se que é bom por dentro e por fora, já que a luz infravermelha tem demonstrado muitos benefícios para a saúde, melhora a aparência, cuida da circulação, reduz o estresse e renova as energias.

Biohapps: O rastreamento e a coleta de dados (conhecidos como data feedback) são responsáveis ​​por grande parte do sucesso do biohacking. Muitos biohackers aprendem sobre seus biorritmos com novos aplicativos que ajudam a monitorar o sono, a forma física e outros que fornecem informações sobre o que o corpo e a mente precisam para atingir seu potencial total (e além). Lançado recentemente o Oura ring, é um rastreador de sono e atividade muito preciso, que registra a temperatura corporal, o volume sanguíneo, o pulso e a intensidade dos movimentos 24 horas por dia, 7 dias por semana. Com esses dados, você pode construir uma linha de base de informações sobre você para conseguir um sono ideal.

Massagens faciais: As massagens faciais estão se tornando cada vez mais populares na Coréia e no Japão. Estamos vendo algumas inovações muito interessantes, incluindo massagem da fáscia, terapia craniossacral, acupressão e ajuste ósseo (a cabeça humana tem 29 ossos diferentes, eles não são estáticos). O rosto é um reflexo de sua saúde geral. A massagem Tanaka é anti-envelhecimento e faz com que a pele pareça mais jovem logo após duas semanas, pois combate as rugas rapidamente e firma a pele. A massagem estimula os gânglios linfáticos, acelerando assim a eliminação de toxinas e o excesso de líquidos do rosto.

Acupuntura cosmética: É baseado na mesma técnica de uso de microagulhas e visa aumentar os níveis de oxigenação, microcirculação e desintoxicação da pele.

Fabric osmotics: Há um desenvolvimento crescente de biotêxteis e tecidos osmóticos impregnados com produtos para skincare, por exemplo, lençóis e lingerie que ajudam a tratar a pele enquanto você dorme. Um exemplo interessante é a fronha da Nufabrx, que contém óleo da árvore do chá para ajudar na pele com tendência a acne.

impressora 3D

Impressoras 3D: Este ano, vemos o lançamento de dispositivos de impressão 3D que digitalizam a pele e fornecem uma mistura personalizada de produtos para a pele e pigmentos de microgotículas para aplicação exata.

Microcurrent: Os tratamentos com microcorrentes existem desde a década de 1980 como uma opção médica para o tratamento da paralisia muscular. Os biohackers estão usando essa técnica para realizar um lifting não invasivo. A corrente elétrica de baixa intensidade treina os músculos faciais para parecerem mais elevados, tensos e firmes. A revista Elle publicou um artigo interessante em março, indicando que ferramentas como NuFace e Ziip estão ganhando popularidade entre os consumidores. Os tratamentos faciais de microcorrente são como um treino de ginástica para o rosto. No nível bioquímico, veremos novos mecanismos de tecnologia para o cuidado da pele que emulam a ação da microcorrente, por tanto skincare microcurrent-like é uma das grandes oportunidades de inovação para a categoria.

Digestible wellness: Recentemente Bobbi Brown, que é maquiadora profissional, lançou o Evolution_18, com o lema Beauty begins within (A beleza começa dentro), tem uma linha de gomas, batidos, salgadinhos e comprimidos feitos com superalimentos e antioxidantes que promovem unhas fortes, pele clara e cabelos brilhantes

Liquid skin: Uma tendência que está em alta na Ásia e que consiste em mudar o formato do rosto imediatamente. Esta é uma máscara de silicone da cor da pele que adere ao rosto para levantar as maçãs do rosto, esculpir o queixo ou afinar o nariz.

Longevidade: Dave Asprey é um empresário do Silicon Valey que aspira viver até os 180 anos e investiu dois milhões de dólares em biohacking. Depois de sofrer do mal da altitude ou “soroche” no Tibete, os habitantes locais lhe deram uma bebida tradicional com chá de leite de iaque. Poucos anos depois, lançou o Café Bulletproof (café à prova de balas), que gerou uma nova tendência e um modismo gastronômico. Por outro lado, Valter Longo descobriu como o jejum pode reduzir certos marcadores metabólicos relacionados à longevidade, indicados como jejum intermitente.

terapia com gelo

Frozen beauty: O frio no skincare está na moda… Ice therapy e cryo-facials são procedimentos que estão na moda, são ótimos porque aumentam a circulação sanguínea, minimizam os poros e aliviam a inflamação. Também estamos vendo o aumento dos cryo-rollers, que são mantidos na geladeira e têm a capacidade de manter o frio para massagens de longa duração. Na formulação, vemos novas tecnologias para o cuidado da pele dos lugares mais frios do planeta e também novos excipientes e texturas de formulação que permitem diferentes propriedades sensoriais quando o produto é armazenado na geladeira. Ao nível bioquímico, vemos também novos mecanismos de ação que simulam o efeito reparador do frio na pele, razão pela qual o frozen-like também é um conceito que está em alta em várias categorias de cosméticos.

Molecular wellness: Existem clínicas de ponta no mundo que oferecem procedimentos disruptivos. Por exemplo, a BelleCell em Londres oferece gotas intravenosas especialmente projetadas de ativos anti-envelhecimento, nutrientes e antioxidantes. Em Los Angeles, o Upgrade Labs oferece tratamentos em cápsulas de crioterapia e saunas de ozônio.

Acho que nós, como químicos e formuladores de cosméticos, temos um grande desafio: direcionar os cosméticos para ajudar a atender as novas necessidades dos biohackers. Esta é uma das tendências mais interessantes e estamos vendo lançamentos de tecnologias e novos mecanismos relacionados ao biohacking. Definitivamente paixão pela inovação!


Um outro recurso que se solidificou como busca por otimização do corpo, mente e vida é o veganismo. Leia o artigo anterior de John Jimenez e descubra as últimas tendências em Beleza Vegana e por que estão em alta.

Tagged , , .

Farmacêutico (Universidade Nacional, Colombia), com um Master em Desenvolvimento Sustentável (EOI Business School, Madrid) e estudos de pós-graduação em Marketing, Ciência Cosmética e Neuromarketing. Ele tem 28 publicações em revistas científicas e um capítulo de livro em formulação cosmética. Maison G de Navarre Prize (IFSCC 2004), Henry Maso Award (IFSCC 2016) e melhor trabalho científico em Colamiqc Equador 2009, Colamiqc Brasil 2013 e Farmacosmética Colombia 2014. Ele foi palestrante em várias conferências internacionais na Europa e América Latina. Desde 2013 escreve a coluna "Tendências" na revista Cosmetics & Toiletries Brasil. Ele é membro da Scientific Advisory Board de Cosmetics & Toiletries dos EUA. Presidente da Accytec Bogotá 2017-2019. Ele é atualmente Cientista Pesquisador Sênior na Belcorp, Colômbia.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.