Resumo de Notícias – Reckitt Benckiser se prepara para vender marcas não essenciais

Resumo de Notícias – Reckitt Benckiser se prepara para vender marcas não essenciais

Com o crescimento das vendas dos seus produtos de higiene promovidas pelo COVID-19, a fornecedora alemã de produtos de higiene pessoal e domésticos Reckitt Benckiser está se preparando para vender uma série de suas marcas não essenciais de produtos de cuidados pessoais.

A empresa está se preparando para vender as marcas que incluem creme para a pele E45, depilação Veet, creme para acne Clearasil e produtos Scholl para os pés, entre outros, de acordo com uma fonte, que disse que o negócio está próximo de acontecer.

Estas grandes marcas podem gerar um valor de vendas superior a £ 1 bilhão, de acordo com as fontes, com base nas vendas anuais combinadas de mais de £120 milhões para todas as marcas

Estrategicamente, a venda pode permitir que a empresa se concentre em seu foco principal, que é saúde e higiene. Embora as marcas destinadas a uma venda potencial tenham sucesso, elas estão fora desse foco.

A venda poderia atender aos interesses de aquisição de outras empresas europeias de cuidados pessoais, especificamente Henkel, Beiersdorf e Unilever, que têm portfólios  mais amplos que já cobrem a categoria de cuidados com a pele.

CEW lança prêmios de liderança feminina

Somando-se ao seu crescente portfólio de eventos virtuais, o CEW lançou o Women’s Leadership Awards, um evento de dois dias que irá celebrar as conquistas das mulheres  na indústria de cosméticos e cuidados pessoais.

Previsto para acontecer nas tardes de 21 e 22 de outubro, das 13h às 17h, o evento online também revelará a indie26 – que destaca 26 incríveis empresas de beleza fundadas por mulheres negras que estão revolucionando o setor.

O evento também apresentará uma série de líderes que compartilharão ideias sobre tópicos relacionados ao empoderamento, igualdade e excelência das mulheres.

Para as pessoas que comprarem ingressos, elas terão acesso a sessões ao vivo, networking, conteúdo sob demanda, gravações e materiais do evento.

Além disso, os participantes também receberão o novo Jornal Digital, com conteúdo exclusivo sobre liderança, conquistas femininas e mais informações com os principais destaques do evento.

Os ingressos para o evento estão à venda para membros por US$100 e não-membros por US$150, há também uma oferta especial de ingresso para torna-se membro e comprar o ingresso por US$200.

O Ales Groupe é vendido para Impala

O Ales Groupe, com sede na França, que entrou em processo de insolvência  em julho deste ano, foi vendido para outra empresa francesa, a Impala SAS.

Ales é dona das marcas de beleza Phyto e Lierac, mas a empresa foi duramente atingida pela pandemia, forçando-a a entrar em processo de insolvência por meio dos sistemas jurídicos franceses.

No início desta semana, o tribunal francês declarou que o novo proprietário seria a Impala SAS, uma empresa de gestão de ativos e marcas diversificadas, com participações em uma ampla variedade de marcas de consumo.

Com um preço de venda que avaliou a empresa em £ 12,3 milhões, o negócio verá a divisão da empresas de salões de beleza, que inclui a Franklin Roosevelt Coiffure et Beauté, bem como as marcas, assumidas pelos atuais gestores de acordo com a oferta que fizeram através da Impala.

A aquisição também inclui o compromisso de assumir a maioria dos 102 funcionários da Ales por pelo menos os próximos dois anos.

Natura, L’Oréal e Estée Lauder ganham pontos por inclusão

O relatório anual Refinitiv foi lançado, destacando Natura, L’Oréal e Estée Lauder como estando entre as empresas mais bem classificadas do mundo em inclusão e diversidade.

Todas as três empresas multinacionais de cosméticos e cuidados pessoais estavam entre as 25 empresas com melhor classificação em todo o mundo, com a Natura, com sede no Brasil, ocupando a posição mais alta, ficando em segundo lugar com uma pontuação geral de 80,25.

A L’Oréal ficou em sexto lugar de um total de 100 empresas, com uma pontuação de 78 pontos, enquanto a Estée Lauder ficou em 18º lugar com uma pontuação total de 75,25.

A classificação de 2020 incluiu 18 bancos e empresas de investimentos e seguros, 9 empresas farmacêuticas, 7 empresas de telecomunicações, juntamente com varejistas especializados e players de produtos domésticos e pessoais.

No que diz respeito aos países, os EUA lideraram, com 20 empresas na lista das 100 melhores, seguidos pelo Reino Unido com 13, Austrália com 9 e Canadá e França com 7.

Mas também é muito interessante notar que, no que diz respeito à diversidade cultural e diversidade de conselho, enquanto as regiões da EMEA lideram, a África tem o maior número de gerentes do sexo feminino, com 34%.

“Estamos muito satisfeitos que nosso index D&I continue a ser usado como um guia para ajudar as empresas em todo o mundo a criar uma força de trabalho mais eficaz por meio de equipes diversas”, disse Debra Walton, diretora de receita da Refinitiv.

“A pandemia global certamente trouxe à luz um foco renovado em diversidade e inclusão, reforçando a realidade de que estamos todos juntos. Insights baseados em dados e transparência são elementos fundamentais de um movimento de sucesso para alcançar locais de trabalho mais diversificados e inclusivos.

L’Oréal lança novo conceito de varejo no aeroporto de Nova York

O aeroporto LaGuardia recém-ampliado e reformado na cidade de Nova York será a plataforma de lançamento para um novo conceito de varejo baseado em tecnologia para a L’Oréal chamado Beauty Hub.

Inaugurada em parceria com o The Marshall Retail Group, a loja está localizada na nova área de varejo Bowery Bay Shops, no novíssimo saguão de embarque e desembarque do Terminal B.

O conceito da loja baseia-se no amplo e diversificado portfólio da L’Oréal, destacando especificamente as soluções cosméticas e de cuidados pessoais que atendem às necessidades específicas dos viajantes.

Serão apresentadas marcas que incluem Urban Decay, Armani, Yves Saint Laurent e It Cosmetics, bem como best-sellers número um, como La Roche-Posay e a marca homônima L’Oréal Paris.

Diz-se que o conceito de loja confunde a linha entre físico e digital, graças a uma série de elementos digitais que foram combinados no espaço de varejo. Isso inclui duas telas grandes exibindo mensagens relevantes para viagens e informações exclusivas sobre o portfólio da empresa.

Além disso, há também uma tela de LED transparente que convida os viajantes a personalizar suas compras de produtos cosméticos e de cuidados pessoais de acordo com suas necessidades específicas.

“Este conceito inovador de varejo visa fornecer ao frequente viajante americano experiências verdadeiramente memoráveis ​​e convenientes. Uma oferta orientada e centrada no viajante, totalmente digitalizada, em constante mudança e adaptação, tão conveniente e ainda assim tão empolgante com serviços on-the-fly personalizados ”, disse o diretor administrativo da L’Oréal Travel Retail Americas, Yannick Raynaud.

Para mais notícias recentes, leia sobre os efeitos da luz azul, detalhes sobre a nova embalagem digitalizável da Nivea e muito mais.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.