Indústria brasileira de cosméticos fatura R$38 bilhões em 2013

A Abihpec – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos – divulgou em nota na Hair Brasil que a indústria brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos iniciou 2014 otimista com relação às expectativas desse setor, que é um dos que mais cresce e inova no País. Apresentou um crescimento médio deflacionado composto próximo de 10% a.a. nos últimos 18 anos, tendo passado de um faturamento “Ex-Factory”, líquido de imposto sobre vendas, de R$ 4,9 bilhões em 1996 para R$ 38 bilhões em 2013.

São 2.436 empresas brasileiras atuando no mercado de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPPC), sendo que 20 empresas de grande porte, com faturamento líquido de impostos acima dos R$ 100 milhões, representam 73,0% do faturamento total. Ao longo dos últimos anos, o setor teve um crescimento bem mais vigoroso que o restante da indústria (9,8% a.a. de crescimento médio no setor contra 3,0% a.a. do PIB Total e 2,2% a.a. da Indústria Geral). 

O Brasil manteve o título do terceiro maior mercado consumidor do mundo. A venda de produtos brasileiros de HPPC somou US$ 43 bilhões no ano passado, em alta nominal de 2,7% na comparação com 2012, segundo dados da Euromonitor. A China subiu para a segunda colocação, depois de crescer 10,8%, para US$ 44,2. O mercado japonês registrou queda de 17,7% no faturamento, para US$ 39 bilhões, e caiu do segundo para o quarto lugar. O Estados Unidos continua na liderança, com vendas de US$ 73,3 bilhões, em alta de 1,8% sobre o ano anterior. 

A balança comercial dos produtos de HPPC nos últimos dez anos apresentou um crescimento médio composto de 10,2% a.a. nas exportações entre 2003 e 2013, e as importações de 21,4% a.a. no mesmo período. 

Sueli Ortega é Publisher do website CosmeticsBR http://www.cosmeticosbr.com.br/

Leia mais matérias sobre cosméticos e produtos de cuidado pessoal

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.