Visão geral do mercado de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos na Colômbia

Visão geral do mercado de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos na Colômbia

O mercado de Higiene Pessoal Perfumaria e Cosméticos (HPPC) na Colômbia apresenta vários direcionamentos a serem analisados e que permitem entender o sucesso e o fracasso das categorias. Também é necessário observar a evolução de um mercado que anseia pelo consumo de produtos de HPPC e que está em plena ebulição.

Entre os avanços, novidades e equívocos do mercado nos últimos anos destacam-se:

1) As indústrias colombianas de produtos de HPPC de massa decidiram rever todos seus conceitos para se tornarem mais competitivas com os produtos premium. Uma das primeiras medidas foi alterar as embalagens para cartuchos dourados ou prateados, mas mantendo seus preços. Isso causou uma confusão na mente dos consumidores que não identificaram claramente, apenas pela aparência,  essa mudança como produtos de boa qualidade.

2) O fenômeno “La Niña”, que promoveu um longo inverno úmido de 18 meses na região,  levou as categorias de depilatórios e protetores solares a despencarem em 2011. Em 2012 a categoria de protetor solar se recuperou, com um crescimento de 12,6%.

3) O consumo de escovas dentais vem sendo incentivado por um forte trabalho de educação através da mídia colombiana, que procura explicar a necessidade de se trocar regularmente a escova. Os colombianos estão correspondendo e vem sendo observado um crescimento nas vendas.

4) Produtos com maiores volumes foram colocados no mercado em 2011/2012, mas não representaram aumento de valor. Foi o caso dos shampoos que tiveram aumento de consumo, mas com um custo baixo por litro. Essa estratégia prevaleceu entre os fabricantes locais que concorrem com as multinacionais presentes no país.

5) Graças às inovações que vem ocorrendo no setor de HPPC do país, as indústrias estão se revolucionando e ofertando novos produtos como protetor solar com cor aos invés de base facial, protetor solar com antiaging ao invés de simples creme antiaging, cremes de modelar os cabelos ao invés de somente condicionador, entre outros. Isso poderá ameaçar algumas categorias já existentes, sendo assim, as empresas deverão certificar-se de praticar a estratégia correta, investindo em pesquisas e desenvolvimentos que comprovem a percepção do consumidor para as vantagens e benefícios apresentados.

Tendências e oportunidades

Maquiagens, produtos para a pele e protetor solar.

O mercado masculino vem ganhando destaque à medida que o cuidado com a aparência passa a ser mais valorizado, principalmente entre os mais jovens. Vem ocorrendo um investimento (marketing, comunicação, e treinamento) nesse público, que apresenta um grande potencial de consumo.  Ainda assim o mercado masculino da Colômbia está precisando de inovações e lançamentos, até porque  ainda tem muito espaço para crescer e com um grande potencial.

Um dos focos está na faixa etária dos adolescentes que além de terem uma mente mais aberta ao consumo e à inovação de itens de HPPC, são os futuros consumidores que devem ser conquistados pelas marcas, logo ao iniciarem o uso de produtos de HPPC por problemas específicos, como a acne e a oleosidade da pele. O desafio nesse segmento da população é aumentar a frequência de uso e a recompra. Desenvolvimento de produtos multifuncionais e para barba são ótimas oportunidades para esse público.

Outro importante grupo que merece destaque no país são os solteiros. São os que mais consomem e se cuidam. A oportunidade aqui são os produtos para a irritação da pele no pós-barba, protetor solar e produtos especializados. Os homens com mais de 45 anos também vem se cuidado mais, compram cremes antiaging, sem medo de censura por parte dos amigos. Esse consumo vem ganhando força e quebrando barreiras na busca de melhor qualidade de vida e produtos cada vez mais especializados.

Fonte: III Caderno de Tendências 2014-2015 da ABIHPEC

Pensando em Visitar. Avise-me quando o registro do visitante fica ativo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.